O amor do Leleco

Cartas de amor, declarações e fotos, para a única mulher que amei na vida. Te Amo, Dani!!!

Eu sou:Leleco
Estou aqui: Rio de Janeiro, RJ, Brasil

sábado, outubro 11, 2008

Anjinho do Céu

Tenho certeza que se existe mesmo um céu, tem uma criaturinha que tenho certeza que está por lá, correndo livre pelos campos, brincando com o "mamão", gatinhos de borracha e bolas.


Toffy era mais do que um cão. Era humano. Mais humano do que muita gente que esbarramos pelas ruas. Desde que ele pintou em nossas vidas, surgiu com um olhar terno e meigo que só ele foi capaz de transmitir.


Lembro que sempre quando eu estava triste, sentado num banco de concreto, lá vinha ele, ficava ao meu lado, quietinho, me olhando, passando todo carinho no olhar, compreendendo o momento que estava passando.




Mas bastava pegar o "mamão"(uma bola que parecia de fato um mamão), para alegrá-lo e fazê-lo dar piruetas no ar. Lá vinha ele com o mamão na boca, dando a volta olímpica triunfal na Tuia.




Adorava brinquedos. Ainda mais os que apitavam. Era só dar o bichinho de borracha, que ele levava para sua casinha e ficava apitando ininterruptamente. Só largava quando era mostrado outro brinquedinho.

Nunca vi um cachorro tão inteligente. Quando demoravam pra fazer a caminha dele, ele mesmo puxava seu paninho com as patas, esticava e deitava em cima. Nunca deu trabalho para nada.

Ele era um comilão, mas tinha bom gosto. Não comia nem alface pura. Só com azeite ou molhinho. Para dar remedinho era uma tortura, pois bastava colocar o dito num pedaço de banana, para ele comer a banana e cuspir fora o comprimido. Fazia o mesmo com o caroço e azeitona.

Poderia aqui ficar horas só lembrando das mil peripécias dessa criaturinha linda e carinhosa. É incrível como a saudade nos faz sofrer. Foi mais do que um parente, foi como um filho querido e amado, que eu nunca irei esquecer, por toda minha vida.

Foram 15 anos de alegria, de amor e de carinho. Uma época que nunca irei esquecer.


Toffy, você foi o cão mais amado e querido deste mundo. E para onde quer que eu vá nessa vida, levarei o amor incondicional que você soube sempre demonstrar. Saudades eternas.

4 Comments:

Blogger Jôka P. said...

Leleco, meus sentimentos pelo Toffy !
E obrigado por sua mensagem de força e apoio.
Já estou de volta à minha casa, me recuperando.
Abç!

1:37 PM  
Blogger Ronaldo said...

Leleco,

Passei pelo mesmo sofrimento quando morreu o nosso pastor alemão há uns 40 anos atrás. Um vizinho colocou uma bola de carne com vidro moído e ele comeu, morrendo em seguida, com certeza com muita dor. Ficamos meses sem comer frango em casa por que lembravamos que ele adorava comer os ossos.
Cães vivem em média de 12 a 15 anos e com certeza vão nos fazer sofrer. Por isso hoje não tenho um cão morando com a gente. Mas sinto falta do carinho e da atenção que eles sempre dispensam para seus donos.

Abraços.

10:15 AM  
Blogger Rosana Remor said...

Leleco, tenho 3 cachorrinhas e só em pensar que um dia partirão, as lágrimas já me escorrem... Meus sentimentos ple perda do Toffy! O carinho que eles nos dâo é imensamente mais verdadeiro e sincero do que o de muitos seres humanos... Abraços.

6:24 PM  
Blogger Unknown said...

sei como é essa experiencia de conviver com um bicho que é mais gente que muito gente, sei também que deixam muita saudade quando partem mas sempre ficam as boas lembranças...

10:16 PM  

Postar um comentário

<< Home